Barreiras para o aumento de fluxos financeiros para investimentos em setores de baixo carbono no Brasil

COMPARTILHE

Entre dezembro de 2018 e agosto de 2019, o Imperial College London (Grantham Institute e Centre for Climate Finance and Investment) e a Fundação Getulio Vargas (Centro de Estudos do Agronegócio-FGVagro e Centro de Estudos em Sustentabilidade-FGVces) trabalharam em parceria no projeto de pesquisa "Flow of Capital for Climate Action” (FlowCCA), de forma a identificar as barreiras existentes para o aumento de fluxos financeiros privados para investimentos em setores de baixo carbono no Brasil. Os resultados da pesquisa buscam contribuir para uma discussão de política pública, bem como para alimentar uma modelagem sendo feita no Imperial College sobre os investimentos necessários em setores e tecnologias de baixo carbono em países em desenvolvimento para alcançar o cenário de 2ºC.

 

Acesso à publicação