Encontro destaca resultados do ciclo 2016 da CiViA

Na 3ª oficina, as empresas membro apresentaram os resultados dos projetos de pegada de carbono e pilotos de pegada hídrica desenvolvidos ao longo de 2016 31/01/2017
COMPARTILHE

Empresas apresentaram os resultados de seus projetos de pegada de carbono e piloto de pegada hídrica na última oficina da CiViA em 2016 (Divulgação GVces)

Por Bruno Toledo (GVces)

Depois de meses de trabalho, as empresas participantes da Iniciativa Ciclo de Vida Aplicado (CiViA) puderam apresentar o resultado de seus esforços e compartilhar as experiências, os aprendizados e os desafios de realizar estudos de avaliação de ciclo de vida (ACV) de seus produtos (bens e serviços) nos temas mudança do clima e água.

A terceira oficina da CiViA foi realizada em 03 de dezembro na FGV EAESP, em São Paulo, com a participação de representantes das 28 empresas membro da iniciativa no ciclo 2016. Desse grupo, 10 organizações apresentaram os resultados de estudos de pegada de carbono e/ou pegada hídrica de bens e serviços selecionados. Segundo Beatriz Kiss, gestora da iniciativa, a aplicação prática da ferramenta é fundamental. “As empresas que desenvolvem um projeto na prática conseguem tangibilizar melhor os reais desafios e benefícios da ACV. Este processo pode ser o pontapé para o uso dos resultados do estudo no aprimoramento de produtos e processos, e na redução de impactos ambientais ao longo de sua cadeia. Isso é o que chamamos de Life Cycle Management”.

Além da apresentação dos resultados do trabalho das empresas, a oficina também promoveu uma conversa sobre a trajetória do ciclo 2016, de maneira a captar contribuições e sugestões para o aperfeiçoamento da CiViA para o próximo ciclo – em 2017, além da pegada de carbono, o grupo deverá avançar na quantificação dos impactos ambientais relacionados à água.

RESULTADOS DOS ESTUDOS DE PEGADA DE CARBONO E PEGADA HÍDRICA EM 2016

No ciclo 2016, as empresas membro da CiViA foram capacitadas para aplicar ACV no desenvolvimento de estudos de pegada de carbono – que mensura e quantifica o impacto climático de um produto ao longo de seu ciclo de vida – e de pegada hídrica – que estima o volume consumido de água para a geração de um produto e os impactos potenciais desse consumo na disponibilidade atual e futura de recursos hídricos.

O trabalho com pegada hídrica ocorreu no contexto da agenda integrada das Iniciativas Empresariais do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV EAESP (GVces), que inclui a CiViA e outras quatro iniciativas voltadas para as empresas brasileiras. Em 2016, as empresas membro dessas iniciativas trabalharam conjuntamente no tema de gestão sustentável de recursos hídricos.

Nesta oficina, 10 empresas apresentaram os resultados de seus projetos de pegada de carbono e pilotos de pegada hídrica de bens e serviços selecionados:

PERSPECTIVAS PARA 2017 

No próximo ciclo, a CiViA mantém seu trabalho focado na gestão do ciclo de vida de produtos, aprimorando o uso da ferramenta da ACV e a aplicação dos resultados para a construção de estratégias voltadas ao produto. Serão oferecidas capacitações nos métodos de pegada de carbono e pegada hídrica e apoio às empresas que desejarem desenvolver seus projetos. Além das capacitações, a CiViA organizará três oficinas, voltadas respectivamente para comunicação, rotulagem e competitividade de produtos, ferramentas e softwares, e comunicação de resultados.

Paralelamente, a CiViA segue contribuindo para a agenda integrada das Iniciativas Empresariais do GVces no tema de gestão de recursos hídricos.