Grandes Obras na Amazônia: Consulta Pública

28/10/2016
COMPARTILHE

Desde meados de 2015, mais de uma centena de instituições e cerca de 300 pessoas se engajaram em organizar lições aprendidas e desenvolver ferramentas para uma nova relação entre grandes empreendimentos e os territórios amazônicos que os recebem. Nesta última etapa rumo ao produto final do processo, disponibilizamos o conjunto de diretrizes elaboradas ao longo de 22 encontros presenciais – seminários, grupos de trabalho e fóruns – realizados em Belém, Altamira, Brasília e São Paulo.

A consulta pública ficará aberta até 12 de fevereiro de 2017. As diretrizes se debruçam sobre seis temas fundamentais na agenda de grandes obras na Amazônia: planejamento e ordenamento territorial; capacidades institucionais; instrumentos financeiros; povos indígenas, comunidades tradicionais e quilombolas; crianças, adolescentes e mulheres; e supressão vegetal autorizada. Nesse link é possível comentar uma a uma, além de conhecer a fundo a pesquisa que as fundamenta.

A participação na diversidade é premissa dessa construção. GVces e IFC acreditam que só o diálogo entre organizações e atores com diferentes perspectivas e experiências pode iluminar os caminhos mais adequados para uma trajetória de desenvolvimento efetiva e prosperidade compartilhada, seja a partir de políticas públicas, seja de práticas empresariais. Participe

Próximos passos

O 2º Fórum Integrador acontecerá em março. Nessa ocasião, que marca o lançamento oficial das diretrizes, serão apresentados os resultados já com a compilação de contribuições advindas da consulta pública. Em 2017 a meta é ampliar os espaços de divulgação da iniciativa, assim como ampliar a mobilização e a implementação.