Impactos do ecossistema de startups no setor elétrico brasileiro

29/11/2018
COMPARTILHE

Fruto da parceria entre o FGVces, a COPPE/UFRJ a ABStartups e a EDP e viabilizado pelo Programa P&D ANEEL, o estudo inédito Impactos do ecossistema de startups no setor elétrico brasileiro foi iniciado em maio de 2018 e tem como objetivo compreender o ecossistema de startups do segmento de tecnologias limpas e analisar o impacto desse ecossistema no setor elétrico brasileiro. 

A primeira etapa do estudo buscou identificar os empreendimentos brasileiros de cleantech através de uma pesquisa de preenchimento online. O questionário aplicado buscou compreender o perfil das startups, identificando os seguintes pontos:

  1. As principais tecnologias
  2. Perfil dos empreendedores
  3. Modelos de financiamento
  4. Redes de colaboração
  5. Desafios enfrentados por esta categoria de negócio

O relatório contendo os resultados e análises do mapeamento das cleantechs brasileiras será disponibilizado em breve. 

A segunda etapa do estudo, a ser iniciada em 2019, irá aprofundar nos modelos de negócios com potencial de gerar inovações no setor elétrico brasileiro e investigar aspectos como:

  1. Identificação de quais são os recursos disponíveis no mercado 
  2. Identificação dos principais fatores que favorecem o aporte de investimento
  3. Identificação de entraves e facilitadores para o desenvolvimento do mercado dessas tecnologias no Brasil
  4. Levantamento de tendências mundiais e lacunas do conhecimento no Brasil 
  5. Compilação de informações que subsidiem a elaboração de políticas públicas
  6. Contribuições para modelo de aceleração de startups de cleantech

Ao final do estudo, será estruturado um Observatório de Tecnologias Limpas, que disponibilizará informações autorizadas para uso público, e será mantido como uma base de dados sobre o tema.

Os resultados obtidos neste estudo serão subsídios para o desenvolvimento de políticas públicas para o fomento ao ecossistema de tecnologias limpas no Brasil. O estudo também contribuirá para conectar grandes empresas e investidores a startups para dar escala às inovações.

| O que são empresas de cleantech? 

_fazer mais com menos

_ser menos poluentes

_possuir modelo(s) de negócios rentáveis

“cleantech pode ser definido como qualquer produto, serviço ou processo que ofereça valor usando menos recursos e produzindo menos poluição do que os padrões atuais estipulam” 

– Alessandro Marra et al. – 

“cleantech representa uma gama diversificada de produtos, serviços e processos, todos destinados a: fornecer desempenho superior a custos mais baixos, enquanto reduz ou elimina o impacto ecológico negativo, ao mesmo tempo que faz uso mais eficiente e responsável dos recursos naturais”

– Kachan & Co.–