Inovação e sustentabilidade nas cadeias globais de valor – ICV Global

12/03/2019
COMPARTILHE

Contexto

Nos últimos 20 anos, a globalização permitiu que grande parte das empresas buscasse vantagens competitivas em mercados internacionais. Em paralelo, cada vez mais os padrões socioambientais tornam-se requisitos de grandes corporações, investidores e mercados consumidores, para além das barreiras técnicas ou tarifárias. 

Esse contexto inaugura um movimento global de empresas interessadas em impulsionar a transição para novos padrões de produção e consumo, capazes de reduzir riscos e impactos socioambientais, bem como alavancar diferenciais competitivos. 

No caso das micros e pequenas empresas (MPEs), estudos mostram que, apesar de sofrerem maiores restrições financeiras, possuem muitas características que favorecem o desenvolvimento e a incorporação de inovações orientadas à sustentabilidade. A cultura empreendedora, aliada a uma visão mais integrada das dimensões sociais e ambientais do negócio, fazem com que cada vez mais empresas de pequeno porte desenvolvam inovações orientadas à sustentabilidade, sejam elas incrementais ou disruptivas.

O projeto

O projeto Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor (ICV Global) foi realizado pelo FGVces durante os anos de 2014 a 2017, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Tendo como pano de fundo a agenda global de sustentabilidade, o ICV Global teve como objetivo promover a cultura exportadora de empresas de pequeno porte e contribuir para o posicionamento de cadeias de valor no mercado internacional por meio do fortalecimento de seus diferenciais de sustentabilidade. 

 

Confira abaixo o framework que resume as atividades desenvolvidas com MPEs neste período.

ICV Global: frente com micros e pequenas empresas (MPEs).

Projeção Internacional Mediante o Fortalecimento da Cadeia de Valor

Grandes empresas tem o papel – e a responsabilidade – de serem indutoras de boas práticas na cadeia de valor. Esta premissa inspirou o ICV Global a expandir sua atuação para além do fomento às MPEs. Nos dois ciclos do projeto, empresas-âncoras de diferentes setores foram engajadas em uma agenda de capacitação que buscou fomentar a sustentabilidade e a internacionalização junto a seus fornecedores e clientes.  

Portfólio das empresas participantes

A seleção das empresas participantes ocorreu por meio de uma chamada pública que envolveu as seguintes etapas: 

  1. pré-seleção para verificação dos critérios de elegibilidade; 
  2. avaliação por um comitê de especialistas nos temas de sustentabilidade, inovação, e exportação; 
  3. visitas in loco pela equipe do FGVces e da Apex-Brasil.
 

Atividades

Ciclo 1 (2014-2015) 

Oficina do Ciclo 1 de ICV Global com 9 empresas que participaram das formações em São Paulo.
Oficina de formação realizada com a empresa-âncora Braskem e seus fornecedores e parceiros durante o Ciclo 1 (2014-2015) de ICV Global.
Oficina de formação realizada com a empresa-âncora Beraca e seus fornecedores e parceiros durante o Ciclo 1 (2014-2015) de ICV Global.
Apex-Brasil, FGVces e empresas do Ciclo 1 (2014-2015) de ICV Global na Universidade de Berkeley, na Califórnia, durante missão comercial realizada em maio de 2015.
Compradores internacionais que vieram ao Brasil para rodada de negócios de ICV Global realizada em novembro de 2014 visitam a fazenda de café de uma das empresas participantes do Ciclo 1 do projeto (2014-2015).
 

Saiba mais

Conheça as atividades de formação e promoção comercial desenvolvidas do Ciclo 1 (2014-2015) de ICV Global junto às 9 MPEs selecionadas e as empresas-âncora Beraca e Braskem.

Do Brasil para o Mundo: Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor – Ciclo 1 

Ciclo 2 (2016-2017) 

<
Oficina inaugural do Ciclo 2 de ICV Global com 20 empresas que participaram das formações em São Paulo, realizadas entre maio e outubro de 2016.
Oficina inaugural do Ciclo 2 de ICV Global com 10 empresas que participaram das formações em Recife, realizadas entre maio e outubro de 2016.
Oficinas com empresa-âncora Vicunha e seus fornecedores e parceiros, realizadas em São Paulo durante o Ciclo 2 de ICV Global, entre outubro de 2016 a março de 2017.
Visita técnica de fornecedores e parceiros à sede da Duratex em Botucatu-SP. A empresa foi uma das empresas-âncora do Ciclo 2 de ICV Global.
Apex-Brasil e FGVces organizam missão comercial na Colômbia para empresas participantes do ciclo 2 de ICV Global, em outubro de 2016.
Em agosto de 2017, compradores internacionais que participaram da rodada de negócios do Ciclo 2 (2016-2017) de ICV Global visitam mercado de orgânicos em São Paulo.
>

Saiba Mais

- Chamada pública para seleção de MPEs: confira os destaques da chamada pública que selecionou as 31 empresas participantes do ciclo 2 de ICV Global. Clique aqui.

- Formação com MPEs: entenda como foram as etapas de mentoring e aceleração de impacto realizadas em Recife e em São Paulo com 31 empresas participantes. Clique aqui.

- Formação com empresas-âncora e suas parcerias: conheça a trajetória de formação com as empresas-âncora Duratex e Vicunha e as respectivas empresas parceiras. Clique aqui.

- Missões comerciais e rodada de negócios: saiba mais sobre as atividades de prospecção de mercados e compradores internacionais, que marcaram o final do ciclo 2 de ICV Global. Clique aqui.

 

Clique aqui e conheça o livro que resume toda a trajetória percorrida no Ciclo 2 (2016-2017) de ICV Global: Do Brasil para o Mundo: Inovação e Sustentabilidade nas Cadeias Globais de Valor – Ciclo 2.

Resultados

Ao final de 2017, a equipe do FGVces consultou as MPEs sobre os avanços obtidos após a participação no ICV Global. Apesar dos tempos diferentes entre as empresas participantes do ciclo 1 e do ciclo 2, os números apontam para uma importante contribuição às empresas brasileiras que desejam prosperar no mercado internacional.

Durante o projeto, as empresas puderam ter um diagnóstico de como se situam nas várias dimensões da agenda de sustentabilidade. A partir dele, e dos conteúdos trabalhados nas oficinas, 79% das participantes realizaram alterações relacionadas à sustentabilidade em seus produtos e serviços ou nos processos. Além disso, 74% das empresas desenvolveram novas linhas de produtos com diferenciais de sustentabilidade, especialmente visando um potencial mercado internacional.

No campo do comércio exterior, 91% das empresas declararam que a participação no ICV Global foi fundamental para incorporar conhecimentos sobre os processos de exportação e 41% das empresas apresentaram avanços significativos nas atividades de comércio exterior, com ênfase em acesso a novos mercados, aumento nas exportações ou realização de parcerias no exterior.

Confira abaixo cinco casos de sucesso do ICV Global