Operacionalização e parcerias são destaques de workshop do AdaptaClima

Objetivo do 5º workshop do AdaptaClima foi definir as atividades, formatos e termos das parcerias necessárias para apoiar a operacionalização da Plataforma a partir de 2018 06/12/2017
COMPARTILHE

No final de outubro, em Brasília, o projeto AdaptaClima – Plataforma de Conhecimento em Adaptação à Mudança do Clima realizou o 5º workshop para os atores-chave envolvidos.

O objetivo do 5º workshop foi definir as atividades, formatos e termo das parcerias AdaptaClima necessários para apoiar a operacionalização da plataforma a partir de 2018. Entendemos este apoio por parte dos atores-chave como fundamental para que a plataforma se mantenha “viva”, ou seja, dinâmica, relevante, atualizada.

Primeiro apresentamos a estrutura de governança da plataforma proposta pelo MMA junto com as atividades da equipe gestora da plataforma e as parcerias estabelecidas com os atores-chave. A partir desta estrutura nos debruçamos durante o workshop no detalhamento de dois papeis: o de mobilizadores e parceiros temáticos.

Em grupos de trabalho, discutimos em detalhe as atribuições dos papéis realizado por mobilizadores e parceiros temáticos, assim como, as ações, o fluxo e periocidade das atividades.

Foi acordado que os mobilizadores promoverão encontros virtuais, mapeamento de informações para newsletter e divulgação da plataforma e seus conteúdos em mailings e redes sociais, assim como, promoção da plataforma em eventos. Durante a discussão surgiu a importância se ter uma diversidade de canais de comunicação (e-mail, redes sociais, encontros presenciais) pois cada público é acessado de uma maneira, e também de garantir um processo que tenha flexibilidade para disparar informações em tempo real quanto for necessário. 

Os parceiros temáticos, por sua vez, participarão ativamente da avaliação de conteúdos indicados por usuários e atualização de textos nas páginas de conteúdo fixos da plataforma. Ficou evidente durante a discussão que será necessário um maior detalhamento do fluxo na avaliação deste conteúdo visando garantir que se tenha diferentes olhares sobre o mesmo, e ao mesmo tempo, que não seja um processo burocrático e demasiadamente demorado.

Por fim, abordamos as atribuições, compromissos e atividade do comitê consultivo. Este terá como principal atribuição orientar a equipe de Coordenação da AdaptaClima na gestão da plataforma aportando conhecimento técnico, aprendizados a partir das experiências profissionais e recomendações estratégicas e conectará a Plataforma com outras organizações e redes a partir da base de contatos dos membros, priorizando os diálogos com as instituições já engajadas. Aproveitamos também o momento para apresentar os integrantes e instituições já confirmadas para participarem do primeiro ciclo comitê, conforme pode ser visto na tabela abaixo:

Finalizamos o encontro com recados sobre o lançamento da plataforma irá acontecer dia 07 de Dezembro em Brasília e ressaltando que todos os atores que  auxiliaram em sua construção continuam a ter um papel fundamental no seu funcionamento. A plataforma só poderá funcionar como uma boa ferramenta se for alimentada e utilizada pelas pessoas desta rede em ampliação.