Bota na Mesa - Agricultura familiar e grandes centros urbanos

Conheça o contexto e a proposta de atuação do projeto Bota na Mesa, uma realização do GVces em parceria com o Citi e apoio da Citi Foundation 23/01/2018
COMPARTILHE

Propriedade do Seu Ivo, agricultor cooperado da Cooprojur, em Mogi das Cruzes

Pano de fundo

São Paulo e as 38 cidades do entorno compõem a maior região metropolitana do país, com mais de 20 milhões de habitantes. Para abastecer diariamente tantos consumidores com alimentos frescos, forma-se uma ampla e complexa cadeia de distribuição.       

Envolvidos nessa trama – mas nem sempre visíveis – estão os agricultores familiares. Seus produtos carregam importantes atributos sociais, ambientais e econômicos. Conhecendo pouco da realidade do campo, os consumidores e grande parte dos elos envolvidos na cadeia de abastecimento tem dificuldade em valorizá-los. 

Na prática, isso se reflete em um desequilíbrio na distribuição dos ganhos ao longo da cadeia, em uma alimentação comprometida do ponto de vista da segurança alimentar e nutricional, e em riscos para a conservação ambiental.

O Bota na Mesa

Realizado pelo GVces em parceria com o Citi e patrocinado pela Citi Foundation, o projeto Bota na Mesa é uma iniciativa que busca incluir a agricultura familiar na cadeia de alimentos em grandes centros urbanos, considerando o comércio justo, a conservação ambiental e a segurança alimentar e nutricional. Com o projeto, o GVces espera contribuir para que haja mais transparência nos relacionamentos e para que o papel social e ambiental do pequeno produtor esteja refletido em uma cadeia de alimentos mais justa e inclusiva.

A figura abaixo ilustra a trajetória do Bota na Mesa desde o seu início.

Clique na imagem para abri-la em maior resolução

Iniciado no segundo semestre de 2015, o Bota na Mesa conduziu, em seus dois primeiros anos, um trabalho intenso de co-formação junto a nove organizações da agricultura familiar situadas na cidade de São Paulo e em seu entorno. O objetivo central foi apoiá-las no acesso a novos canais de comercialização, trabalhando ferramentas de gestão e proporcionando interações comerciais com potenciais clientes e parceiros.

Neste período, o projeto também contemplou uma frente de trabalho voltada para o setor varejista, acreditando que qualquer mudança sistêmica dessa cadeia deve passar por esse importante ator. Assim, em parceria com o Grupo St. Marche, realizou um conjunto de oficinas com o objetivo de identificar desafios e oportunidades de compra visando a inclusão de pequenos agricultores em sua cadeia de fornecimento.

Para saber mais sobre o trabalho realizado com as organizações de produtores e conhecê-las, acesse aqui.

Após estes dois anos construindo e apoiando a execução de estratégias de acesso a mercado junto aos agricultores, o Bota na Mesa amplia sua atuação e, a partir de 2018, inicia um novo ciclo, com o objetivo de construir e disseminar diretrizes públicas e empresariais para a inclusão da agricultura familiar na cadeia de alimentos. Esta etapa se desenvolve por meio de grupos de trabalho formados por diversos atores da cadeia, que irão aprofundar as discussões sobre os desafios para a inclusão da agricultura familiar e buscar formas de superá-los.

Para saber mais sobre a fase atual do projeto, acesse aqui.