Bota na Mesa - Agricultura familiar e grandes centros urbanos

Conheça o contexto e a proposta de atuação do projeto Bota na Mesa, uma realização do GVces em parceria com o Citi e apoio da Citi Foundation 17/05/2017
COMPARTILHE

Seu Ivo, produtor da COOPROJUR (GVces)

São Paulo e as 38 cidades do entorno compõem a maior região metropolitana do país, com mais de 20 milhões de habitantes. Para abastecer diariamente tantos consumidores com alimentos frescos, forma-se uma ampla e complexa cadeia de distribuição.       

Envolvidos nessa trama – mas nem sempre visíveis – estão os agricultores familiares. Seus produtos carregam importantes atributos sociais, ambientais e econômicos e representam dinâmicas territoriais específicas. Longe da realidade do campo, e em um contexto de pouco diálogo, os consumidores e grande parte dos elos envolvidos na cadeia de abastecimento tem dificuldade em valorizá-los. 

Na prática, isso se reflete em um desequilíbrio na distribuição dos ganhos ao longo da cadeia, em uma alimentação comprometida do ponto de vista da segurança alimentar e nutricional, e em riscos para a conservação ambiental das áreas rurais. 

Realizado pelo GVces em parceria com o Citi e patrocinado pela Citi Foundation, esta é uma iniciativa que busca incluir a agricultura familiar na cadeia de alimentos em grandes centros urbanos  por meio da articulação de uma rede que favoreça o comércio justo, a conservação ambiental e a segurança alimentar e nutricional.

Com o projeto Bota na Mesa, o GVces busca contribuir para que haja mais transparência nos relacionamentos e para que o papel social e ambiental do pequeno produtor esteja refletido em uma cadeia de alimentos mais inclusiva.

Com início em agosto de 2015, o projeto concentrou seus dois primeiros anos de atuação no trabalho com produtores de frutas, legumes e verduras (FLV) da grande São Paulo e regiões do entorno, tendo como foco duas frentes de trabalho:

- Apoio a organizações de produtores: fortalecimento e ampliação do acesso a canais de comercialização, com a realização de oficinas de co-formação e acompanhamento junto a nove organizações de agricultores familiares, a fim de ajudá-las a aprimorar práticas de gestão e relacionamento. Acesse aqui e conheça as organizações de produtores

- Atuação junto a uma empresa-âncora do setor varejista: construção de um conjunto de propostas de relacionamento e recomendações que facilitem a interação entre seus compradores e os pequenos produtores de frutas, legumes e verduras.

Juntamente com essas duas frentes, também foi feito um esforço transversal de mobilização da cadeia produtiva, promovendo diálogo entre os atores envolvidos, como canais de comercialização, organizações da sociedade civil e poder público, e criando referências para sua atuação.